domingo, 31 de maio de 2009

Finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura

Nesse final de semana está acontecendo em São Francisco Xavier (SP), nos pés da Serra da Mantiqueira, o 2º Festival da Mantiqueira. E, como previsto, foi anunciado ontem os finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura.

E divulgo aqui não só pelo prazer literário de compartilhar, mas pelo prazer pessoal de ver o romance Milamor, da querida Livia Garcia-Roza, entre os finalistas. E está lá com a justiça da qualidade dessa prosa que nos envolve.

Nem preciso dizer o quanto já estou preparada com as bandeiras da torcida. Parabéns, Livia, e parabéns a todos os outros finalistas. Mas, não tem jeito, nesse caso, minha torcida vai para um só romance. :)

Os autores estão concorrendo ao prêmio de R$ 200 mil.

Melhor romance de 2008
Carola Saavedra – Flores Azuis – Companhia das Letras
João Gilberto Noil – Acenos e afagos – Record
José Saramago – A viagem do elefante – Companhia das Letras
Livia Garcia-Roza – Milamor – Record
Maria Esther Maciel – O livro dos nomes – Companhia das Letras
Milton Hatoum – Órfãos do Eldorado – Companhia das Letras
Moacyr Scliar – Manual da Paixão solitária – Companhia das Letras
Ronaldo Correia de Brito – Galiléia – Objetiva
Silviano Santiago – Heranças – Rocco
Walther Moreira Santos – O ciclista – Autêntica Editora

Melhor romance de 2008 - autor estreante
Altair Martins – A parede no escuro – Record
Contado Calligaris – O conto do amor – Companhia das Letras
Estevão Azevedo – Nunca o nome do menino – Terceiro Nome
Francisco Azevedo – O arroz de Palma – Record
Javier Arancibia Contreras – Imóbile – 7Letras
Marcos Vinicius de Freitas – Peixe morto – Autêntica Editora
Maria Cecília Gomes dos Reis – O mundo segundo Laura Ni – Editora 34
Rinaldo Fernandes – Rita no pomar – 7Letras
Sérgio Guimarães – Zé, Mizé, camarada André – Record
Vanessa Bárbara e Emílio Fraia – O verão do Chibo – Objetiva

Fonte: PublishNews

Um comentário:

Anaik von der Weid disse...

Estamos todos na torcida dela, não é mesmo? E ainda que o prêmio seja bem generoso, nada mais compensatório (e justo) do que concorrer ao lado de nomes como Saramago e Hatoum.

parabéns à minha mais do que querida Livia.